Infinito é uma noção quase-numérica empregada em proposições matemáticas, filosóficas ou teológicas e que faz referência à falta de limite e falta de fronteira no tamanho, quantidade ou extensão.

> Estamos no www.musicainfinita.com.br
@Creamfieldsbra, o sonho do nosso verão, inverno, primavera…

Se assim como eu, você ficou bem feliz ao ver as fotos e ler os comentários da edição Brasileira do Creamfields, toca aqui O/

Erick F. Silva, produtor audivisual, foi o representante do blog no festival, que é o sonho de verão, inverno, outono ou primavera de muita gente…

No último fim de semana, dias 21 e 22 de janeiro, foi realizada a brasileira do “Creamfields”, que já rolou em países como Chile, Argentina, Austrália e Inglaterra. Assisti poucas apresentações, perto dos diversos nomes que compunham os dois palcos, já que eu estava trabalhando. A festa foi realizada no “Music Park” no Jurerê Internacional (Florianópolis - SC), endereço também da “Pacha Floripa”.

Praticamente só assisti as atrações do “Main Stage”. Vi o finalzinho da apresentação do Life is a Loop, Paul Van Dyk, as gêmeas gatissímas do NERVO, e pra fechar a noite com chave de ouro: Fatboy Slim. (Outros nomes tocaram no festival. Main stage: Rafael Yapudjian, Friendship, Ask 2 Quit, Life is Loop. No Cream Arena: Spavieri, Southmen, King Of Swingers, Ellen Allien, Jamie Jone,Reboot,Tiefschwarz e Layo & Bushwacka)

Paul Van Dyk fez uma apresentação belíssima com o bom e velho trance europeu, variando um pouco de vertente em algumas tracks. É um DJ que eu estava esperando há tempos para assistir e sou muito fã.

Assista aqui! 

Na minha opinião, as gêmeas lindas do NERVO foram a melhor atração disparada. Levantaram a galera de uma forma inexplicável. NERVO caminha pelo electro, prog house e o dutch, músicas bem dançantes e com lindos vocais. Abriram o set com a track  “The way see the Word” em parceria com os produtores renomados Afrojack, Dimitri Vegas e Like Mike). Assista aqui! Até me arrepio lembrando da apresentação. Entre outras tracks do set, estão “Deniz Koyu” – Tung, Sandro Silva & Quintino - Epic , Coldplay - Paradise (Fedde le Grand Remix).

Encerrando as apresentações do palco principal, o grande nome foi o veterano Fatboy Slim. De início o que já chamou muita atenção foi a parte visual, luzes e telão bem trabalhados, destaque para os canhões de laser nas cores do da bandeira do Brasil em alguns trechos do set, um espetáculo audiovisual. O set começou com um “mashup” (entre outras tracks)  de dois clássicos: A Star 69 They know what is what,But they don’t know what is what,They destruct.What the fuck?” e Praise youI have to praise you like I should”

Assista aqui!

O set dele me surpreendeu com algumas músicas bem pop, muito “dutch house” e até mesmo funk. Foram colocadas duas câmeras no palco onde diversas vezes eram exibidas imagens dele no telão “discotecando”, o que é bem comum nas apresentações dele mundo afora.

Creamfields superou minhas expectativas, sempre escutei bem do núcleo e tive a oportunidade de fazer parte dessa festa. Público muito bonito, festa organizada. Aguardem os vídeos oficiais do evento

Saiba mais

> Creamfields no Facebook

> Outras fotos oficiais

    1. Timestamp: sexta-feira 2012/01/27 13:48:00CreamfieldsFatboy SlimPaul Van DykNERVOFlorianópolisPacha Floripa